Centro Budista Jardim do Dharma

Jardim do Dharma é o nome em português do centro fundado em 1993 pelo Ven. Lama Trinle Drubpa e pelo Prof. Roque Enrique Severino (Naljorpa Karma Zopa Norbu), representando as Gloriosas Linhagens Karma Kagyu e Shangpa Kagyu do Budismo dos Himalaias.

Linhagem

Conheça os Mestres das nossas Linhagens Karma Kagyu e Shangpa Kagyu do Budismo dos Himalaias.

Queridos amigos, sejam bem vindos ao Jardim do Dharma!

"Terra Sagrada de Buda"
Lama Zopa Norbu E Terra Sagrada porque aqui está construída a primeira Grande Stupa Dharmakaya da América Latina e mais 8 Stupas que contêm as relíquias do próprio Sidarta Gautama - o Buda, do 28º Patriarca – Bodhidharma, relíquias de vários Karmapas e Mestres como Bokar Tulku Rinpoche e Dilgo Khyentse Rinpoche.
Em nosso altar principal, os ensinamentos completos de Buda e os comentários dos Grandes Patriarcas estão em formato de livros escritos na língua tibetana cujo nome é Kangyur e Tengyur. Estes livros - únicos na América Latina - foram enviados para o nosso centro pelo mosteiro, com sede no Nepal, pertencente ao Grande Mestre de nossa tradição Jamgön Kongtrul Lodrö Taye (1813 – 1899). Por essas razões, que o nosso Jardim do Dharma é chamado de Lha Kang - Casa dos Seres Espirituais.

Também quero que saibam que, pelo simples fato de estarmos na presença desta obra monumental com sentimentos e pensamentos positivos, já somos abençoados pela irradiação das letras tibetanas que por si só nos abençoam. Elas são a manifestação escrita de toda a benção de Buda e de todos os mestres iluminados.
Ao longo dos anos, muitas pessoas vieram ao nosso Jardim do Dharma e pelo simples ato de circunvalar as Stupas, ou estar na frente do altar, foram curadas de suas aflições tanto físicas como emocionais. Por este motivo, nosso Jardim do Dharma também é um lugar de cura espiritual.

Nestes tempos de raiva, doenças e brigas constantes, em que as pessoas são oprimidas pela depressão, vir somente para estar nesta Terra Sagrada torna-se profundamente necessário.

Por isso, todos vocês estão convidados a virem e conhecerem o Jardim do Dharma.
Espero vocês com alegria!
Lama Zopa Norbu

Cadastro

Cadastre-se e receba nossos informativos.

2019 Tempo de Bênçãos e Transformação Interior


Queridos amigos:
Junto com minha esposa a Profa. Angela iniciamos a construção do Jardim do Dharma em janeiro de 1984. Naquela época somente tinha muito mato e um sonho, o de construir um ponto de luz para abençoar o Brasil e desde o Brasil iluminar a América Latina que desde sempre sofre tanto.
Os incrédulos riam e me perguntavam como iria construir este centro de luz se eu não dispunha de nenhum recurso financeiro, não era arquiteto, nem engenheiro. Porem graças as bênçãos da Linhagem e dos Mestres, a utopia está realizada, verdadeiro milagre vivo!

Agora neste mês completamos trinta e cinco anos de esforço continuo, e o centro de luz já está pronto!!
Com a ajuda de muitos alunos entre eles só para citar os mais antigos Alice Hayashibara, Rosangela Negri, a querida Lídia Leite, construímos dois templos maravilhosos, um dedicado às práticas do Dharma e outro dedicado a pratica do Tai Chi Chuan que também inclui ensinamentos preciosos dos Mestres iluminados da China e do Dharma.

Construímos a Grande Estupa Dharmakaya que contem milhões de mantras, inúmeras estatuas dos protetores, muitas mandalas e guarda as relíquias do próprio Sakyamuni Buda, do 28º Patriarca Zen Budista Bodhidharma e de vários Karmapas, assim como as relíquias do corpo e da mente do Mestre Bokar Rimpoche e Dilgo Kyentse Rimpoche.
Construímos mais oito estupas menores que contem milhares de mantras e mais relíquias de grandes mestres de meditação. Todas elas foram consagradas pelos grandes Rimpoches tornando-se residência fixa de espíritos de luz e de cura. Estas construções vivas emanam constantemente suas bênçãos! Estes relicários vivos estão sendo restaurados e azulejados graças ao aporte do nosso querido aluno Jose Vitorazo e Gilles Mascle além de muitos outros.
Também recebemos do mosteiro do Mestre Jangom Kongtrol Rimpoche no Nepal todo o Cânone Budista em formato de livros (único na América Latina) que constantemente emana bênçãos de sabedoria que ajudam a todos aqueles que o contemplam, a eliminar o sofrimento causado pela falta de perspectiva.

Ao longo destes trinta e cinco anos o Jardim do Dharma recebeu visitas de mestres renomados como Bokar Tulku Rimpoche, Mingyur Rimpoche, Kempo Donnyo Rimpoche, Lama Norbu Repa (da tradição dos yogues) Lama Yonten, Lama Pema, Lama Ingrid, e há anos o Lama Nawang representante de Sangye Nhyengpa Rimpoche e Tenga Rimpoche, nos visita e brinda o seu carinho e instruções maravilhosas.

O Jardim do Dharma é precioso pelos seus jardins, pelos pinheiros majestosos que foram plantados pelo saudoso Gianinno Galeazzo e que já contam com seus trinta e cinco anos! O templo individual dedicado a Mãe Libertadora construído com a ajuda inestimável de Rosangela Negri e tantos outros, conta com a estatua consagrada pelo Lama Yontem e pintada e decorada pelo nosso querido aluno Deraldo. A beleza dos jardins e das flores plantadas pela nossa querida Lady Miyasatto floresce durante todo o ano devido às bênçãos do surpreendente microclima do jardim e pela poderosa e exuberante força dos bosques que rodeiam esta terra sagrada que temos de cuidar dos invasores que querem destruir a sua beleza.

Neste novo ano um sonho começa a despontar no Jardim do Dharma.
Nosso jardim tem que se converter num lugar onde a espiritualidade e o misticismo dos yogues dos himalaias seja sentido e vivido na sua forma mais pura. Quem queira receber a instrução que ainda existe nos Himalaias não necessitará viajar até lá! O aspirante poderá vir aqui e nutrir-se com os ensinamentos puros e fidedignos de nossa linhagem. Isto fará com que os praticantes possam não apenas receber as instruções mas ao mesmo tempo poder ajudar de forma verdadeira aos seus semelhantes, onde quer que se encontre.

O discipulo dedicado se transformará então, num ponto de luz, um porto seguro no meio desta sociedade consumista, onde a opulência nociva, o desperdício demente, a exploração descontrolada da natureza, a concorrência implacável, a corrida cansativa para o nada, nos leva a exaustão de nossa energia espiritual que é a energia da vida.

Temos que entender a preciosidade de nossas vidas! Às vezes mesmo curta!
Ser feliz e fazer contentes os outros é prioridade absoluta na vida do discipulo yoguico. Temos de entender que a minha felicidade depende da felicidade de outros. Você já viu um avarento feliz? Quando não vemos e não valorizamos as coisas maravilhosas que o universo nos proporciona de graça, nos tornamos frustrados, descontentes e maldispostos. Sentimo-nos desfavorecidos, roubados e empobrecidos, mesmo que tenhamos tantas coisas...

A infelicidade do homem depende da sua cegueira, ganância, ignorância e estupidez.
A felicidade está dentro, não fora de nós. Bastaria a constatação de que todos os dias da nossa vida é novo, cheio de possibilidades e de novas descobertas. Agradecer é a tônica do Yogue, que estando sozinho nas montanhas mais geladas dos himalaias não se sente só e abandonado. Hoje constatamos com tristeza quantas pessoas sofrem de solidão ainda estando acompanhadas. Se vivemos de forma consciente, nunca acabaremos de nos surpreender e de sermos gratos pelas maravilhas que estão em nós e ao nosso redor.

O Jardim do Dharma é um projeto ambicioso e ousado, talvez por alguns considerado até uma utopia... Comparando o ideal alto do Jardim do Dharma com a crua realidade da nossa sociedade, é, sem dúvida, uma loucura, uma ingênua ilusão, porem viajando pelo Brasil e pelo mundo constato verdadeiramente sinais positivos de grupos e de comunidades que vivem e propõem estilos de vida alternativos à tendência geral, onde suas propostas são completamente diferentes da barbárie onde não há só a poluição atmosférica, mas também a poluição das relações humanas. Muitos na nossa sociedade civil vivem já de forma bárbara com a degradação da linguagem e dos comportamentos (brutais, agressivos, violentos). A poluição não é só no ar, mas também nas mentes e nos corações. A confusão reina soberana, não temos mais tempo de fazer silêncio, de pensar e de ouvir a nossa alma. Os locais onde nos reunimos em massa (discoteca, estádio, centro comercial, maxi concerto...), o caos do trânsito, o barulho dos motores, todos os ruídos não nos ajudam a colocar ordem nas ideias e nos sentimentos. O que fazer nessa situação?

Não se render, não se resignar, não pendurar as chuteiras. O que devemos fazer é o mais simples e o mais poderoso. Simplesmente ficar em silencio num lugar consagrado! Se comprometer com a bondade, acostumar-se a presença do próprio espirito que é pura luz e silencio, ser um com ele.

Esperamos por todos Vocês
Com afeto
Lama Karma Zopa Norbu e Profª Angela

Destaques

AS 18 PALMAS DE BUDA  - LUOHAN CHI KUNG DO MOSTEIRO SHAO LIN

4 5 E 6 DE OUTUBRO

AS 18 PALMAS DE BUDA - LUOHAN CHI KUNG DO MOSTEIRO SHAO LIN

PA TUAN CHIN - OS OITO EXERCICIOS PRECIOSOS

12 DE OUTUBRO DE 2019

PA TUAN CHIN - OS OITO EXERCICIOS PRECIOSOS

SATIPATTHANA  OU  OS QUATRO FUNDAMENTOS DA ATENÇÃO PLENA

26 de outubro de 2019

SATIPATTHANA OU OS QUATRO FUNDAMENTOS DA ATENÇÃO PLENA

CURSO DE INSTRUTORES DE MEDITAÇÃO BUDISTA - NOVO ENCONTRO EM NOVEMBRO

14 DE NOVEMBRO DE 2019

CURSO DE INSTRUTORES DE MEDITAÇÃO BUDISTA - NOVO ENCONTRO EM NOVEMBRO

PALESTRAS DO LAMA NAWANG TSULTRIM  COM ENTRADA FRANCA EM SAO PAULO

17 de Janeiro de 2020

PALESTRAS DO LAMA NAWANG TSULTRIM COM ENTRADA FRANCA EM SAO PAULO

NOVA VISITA DO VENERÁVEL LAMA NAWANG  TSULTRIM AO JARDIM DO DHARMA

18 de Janeiro de 2020

NOVA VISITA DO VENERÁVEL LAMA NAWANG TSULTRIM AO JARDIM DO DHARMA

INTENSIVO DE MEDITAÇÃO - INTRODUÇÃO AOS 4 FUNDAMENTOS DA ATENÇÃO PLENA.

14 e 15 de março de 2020

INTENSIVO DE MEDITAÇÃO - INTRODUÇÃO AOS 4 FUNDAMENTOS DA ATENÇÃO PLENA.

Blog

Os 3 tipos de preguiça - Cap.15
Os 3 tipos de preguiça - Cap.15

Episódio 15 da série com Lama Karma Zopa Norbu sobre os 28 benefícios da prática meditativa. Lama Karma Zopa Norbu (prof. Roque Enrique Severino) é discípulo de Bokar Tulku Rimpoche e diretor fundador do Jardim do Dharma - Centro de Difusão do Budismo dos Hilamaias

como atrair a boa fama - cap.16
como atrair a boa fama - cap.16

Quando você se transforma por dentro e no seu agir, naturalmente as pessoas vêm a você. Episódio #15 da nossa série Minutos de Meditação, com Lama Karma Zopa Norbu, sobre os 28 benefícios da prática meditativa. Lama Karma Zopa Norbu (prof. Roque Enrique Severino) é discípulo de Bokar Tulku Rimpoche e diretor fundador do Jardim do Dharma - Centro de Difusão do Budismo dos Himalaias.

Ver todos