Jardim do Dharma
Bem-vindo ao Jardim do Dharma
topo

 

DALAI LAMA

 

 

O Papel do Lama Autentico

No Dzogchen, a introdução direta a rigpa [isto é, ao estado desperto intrínseco,] requer que nós contemos com um Lama autêntico, que já tenha esta experiência. É quando as bênçãos do Lama infundem nosso fluxo mental que esta introdução direta é efetuada. Mas não é um processo fácil. Na escola da tradição antiga do Nyingma - o que quer dizer nos ensinamentos do Dzogchen -, o papel do mestre é, portanto, crucial.

Na abordagem Vajrayana e especialmente no contexto do Dzogchen, são necessárias instruções dadas por um mestre qualificado. É por isso que, nessas abordagens, tomamos refúgio no Lama assim como no Buddha, no Dharma e na Sangha. Em certo sentido, não é suficiente simplesmente tomar refúgio nas fontes de refúgio; um quarto elemento é adicionado, que é tomar refúgio no Lama. E então dizemos, "Eu tomo refúgio no Lama; eu tomo refúgio no Buddha; eu tomo refúgio no Dharma; eu tomo refúgio na Sangha". Não é que o Lama esteja de qualquer forma separado das Três Jóias ou que seja diferente delas, mas sim que há um valor particular em contar o Lama separadamente. Tenho um amigo alemão que me disse, "Vocês tibetanos parecem manter o Lama mais elevado do que o Buddha". Ele estava atônito. Mas este não é o modo de entender isso. Não é que o Lama esteja de qualquer forma separado das Três Jóias, mas por causa da natureza crucial de nosso relacionamento com o Lama nessas práticas e ensinamentos, o Lama é considerado de grande importância.

Agora, isto requer que o mestre seja qualificado e autêntico. Se um mestre for autêntico, ele ou ela será um membro da Sangha que não mais requeira ensinamentos, ou pelo menos um membro da Sangha que ainda requeira ensinamentos mas que já esteja em um nível avançado de realização. Um Lama autêntico - e enfatizo a palavra 'autêntico' - deve estar dentro de uma destas duas categorias. Então é por causa da importância crucial de um Lama qualificado e autêntico, de alguém que tem essa realização, que essa ênfase é colocada, nesta tradição, sobre o papel do Lama. Isto pode ter dado surgimento a um conceito errôneo nas pessoas que às vezes se referem ao buddhismo tibetano como uma escola de prática distinta, chamada "lamaísmo", baseados nesta ênfase sobre o papel do Lama. Tudo isso que está realmente sendo dito é que é importante ter um mestre e que é importante que o mestre seja autêntico e qualificado.

 

Mesmo no caso de um Lama autêntico, é crucial que o estudante examine o comportamento e os ensinamentos do Lama. Você vai se lembrar que eu já me referi anteriormente às Quatro Confianças. Estas podem ser afirmadas do modo seguinte:
Não confie apenas no indivíduo, mas confie no ensinamento.
Até onde os ensinamentos forem, não confie nas palavras apenas, mas confie no significado que as sublinha.
Quando ao significado, não confie no significado provisório apenas, mas confie no significado último.
E quanto ao significado último, não confie na consciência ordinária, mas confie na sabedoria do estado desperto.
É assim que um estudante deve examinar um professor, usando estas quatro confianças. Nosso professor, o Senhor Buddha, disse,
Ó monges e homens sábios,
Assim como um ourives testaria seu ouro
Queimando-o, cortando-o e esfregando-o,
Do mesmo modo vocês devem examinar minhas palavras e aceitá-las
Mas não simplesmente por reverência a mim.


(Dalai Lama. Dzogchen: The Heart Essence of the Great Perfection. Traduzido por Geshe Thuben Jinpa e Richard Barron, editado por Patric Gaffney. Ithaca: Snow Lion, 2000. Pág. 34-35.)



Jardim do Dharma - Kagyü Dak Shang Chöling
ACESSE TAMBÉM:
Site SBTCC

Instale em seu celular ou tablet o aplicativo do Jardim do Dharma e receba atualizações
CLIQUE AQUI

Encontrou problemas no site? Por favor, CLIQUE AQUI e nos informe.
Ou mande um email para secretaria@jardimdharma.org.br

Este site é melhor visualizado em 1280 x 960